Close

A importância do pró-labore na organização do negócio

Pró-labore

Pró-labore, uma espécie de “salário” para o sócio da empresa que é de suma importância para a organização do seu negócio. Confira tudo relacionado ao assunto.

Pró-labore, o termo muito se fala por quem empreende. A palavra que vem do latim, refere-se “fruto do trabalho”, que remete a ideia de uma retirada de determinada quantia pelo sócio de uma empresa, para pagar pelos serviços que foram executados ao longo daquele mês.  Muitos empreendedores acabam não fazendo a retirada mensal deste valor, para auxiliar na empresa, e também muitos acabam confundindo o pró-labore com a divisão de lucros. Mas calma, não se apavore que esta é uma dúvida muito comum de quem está começando e vamos explicar cada detalhe para vocês.

A primeira informação que você deve ter em mente, é que é de suma importância para a saúde de seu negócio, é que em ambos os casos o empreendedor fará a retirada, porém no caso do pró-labore, você contará com uma tributação e já a divisão de lucros, ela é livre de impostos. Neste momento você deve estar pensando, “vou fazer somente a divisão de lucros então”. Se você fizer isso, estará cometendo um grande erro, pois o fisco entenderá que aquele lucro é o pró-labore  e os valores de impostos que incidem sobre ele, será cobrado posteriormente e ainda com a incidência de juros e multa. Portanto fique atento.

Para facilitar, vamos passar alguns pontos sobre o pró-labore. Vamos lá?

Características Pró-labore x Divisão de lucros

  1.  Lembre-se sempre que este não é um lucro da empresa no fechamento de um mês. Ele deve ser levado como um valor que é pago de maneira mensal aos sócios.  Outro ponto que vale sua atenção é que este possui um valor mínimo de retirada, que é o salário mínimo vigente do ano.
  2.  Recomenda-se que seja feita a retirada através de um valor fixo.
  3. A divisão de lucros é aquele valor que sobra após o empreendedor ter acertado todos os custos que envolvem o negócio, incluindo o salário dos sócios. Este valor poderá ser passado ao final do ano, quando o contador realiza o balanço geral da empresa, ou caso o empreender esteja aqui conosco ou com alguma contabilidade que garanta que a contabilidade  esteja em dia, o valor poderá ser antecipado.
  4. Outra informação que vale lembrar é que a divisão de lucros não incide imposto, a final, o empreender na teoria já pagou tudo o que devia aos órgãos fiscais

Com essas características é possível notar que  os dois possui características completamente distintas e cada um deve ser observado com cautela.

Impostos incidentes

Como citamos anteriormente, o pró-labore funciona como uma espécie de salário, porém ele não é exatamente igual pois o mesmo não possui direitos de cunho trabalhista envolvido nele, e sim alguns outros tributos que iremos elencar a seguir

  1. Aquelas empresas que fazem parte do Simples Nacional, o empreendedor deverá pagar o imposto do INSS que é no valor de 11% diretamente na fonte, além também do Imposto de Renda
  2. Empresas que fazem parte do Lucro Presumido, o valor de imposto é de 20% referente a encargos sociais, mais o valor de 11% do INSS e Imposto de Renda.

Tendo essa informações, fica muito claro que você deverá conversar com atenção com seu contador para verificar se seu Regime Tributário está correto.

Como funciona a comprovação de renda?

Esta acaba sendo uma dúvida muito comum para quem está começando a empreender, uma vez que, quando você é CLT, você receberá mensalmente seus holerites afim de comprovar a renda que é obtida mensalmente. Quando você possui uma empresa, a situação acaba ficando um pouco diferente, mas também é algo simples de resolver com dois pontos.

  • Em vários locais, o Imposto de Renda acaba sendo aceito como comprovação de renda, esta já se torna uma possibilidade para você que necessita de comprovação
  • Qualquer contador poderá emitir uma declaração incluindo os dados dele e também todas as suas informações.

Conclusão

Com todas as informações que passamos acima, o que recomendamos é que seja feita uma analise junto ao seu contador sobre a possibilidade da retirada do pró-labore, uma vez que este pode fazer com que você se enquadre em um regime tributário que lhe cobre um menor percentual de impostos.

Confira mais conteúdos como este acessando nosso blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *